Última hora

Última hora

Cinco mortos na Mongólisa

Em leitura:

Cinco mortos na Mongólisa

Tamanho do texto Aa Aa

A violência post eleitoral na Mongólia já fez cinco mortos, confirmados pelo ministrio da Justiça. Os incidentes mais graves ocorrerem na terça-feira, na sequência dos protestos de uma multidão que contestava os resultados eleitorais.

O Partido Democrático acusa do governo de fraude eleitoral, para manter no poder o Partido Popular Revolucionário. Os resultados oficiais ainda não foram publicados, mas os jornais falam de uma maioria absoluta do partido do poder.

Os incidentes têm-se concentrado essencialmente na capital, Ulan Bator. O presidente da Republica, entretanto, declarou o estado de emergência, para vigorar por um período de quatro dias.

A fúria dos manifestantes estendeu-se até ao edifício do próprio parlamento. Pedras, coquetailes incendiários, tudo foi arremessado contra o edifício.

Para além dos cinco mortos, há ainda a registar 329 feridos, 221 entre os manifestantes. Os restantes 108 são polícias.

Ao abrigo do estado de emergência, estão proibidas as emissões de rádio e televisão privadas.