Última hora

Última hora

Libertação de Betancourt: vitória para Uribe e golpe duro para as FARC

Em leitura:

Libertação de Betancourt: vitória para Uribe e golpe duro para as FARC

Tamanho do texto Aa Aa

A libertação de Ingrid Betancourt validou a política de intransigência de Álvaro Uribe, várias vezes criticada. O sucesso da operação conduzida pelo exército colombiano é talvez a mais importante vitória do presidente, desde que assumiu a chefia do Estado em 2002.

Uribe sempre recusou as negociações com os rebeldes, que há 25 anos assassinaram o pai do presidente.

“Penso que hoje o fim das FARC está próximo”, disse Uribe após a operação contra a guerrilha marxista, que recebeu esta quarta-feira o mais duro golpe dos seus 44 anos de história.

Os rebeldes perderam em Março o líder histórico, Manuel Marulanda, vítima de um ataque cardíaco, e o “número dois”, Raul Reyes, morto pelo exército colombiano.

Bogotá diz que a libertação dos quinze reféns foi obtida sem negociações através da infiltração de militares que enganaram os rebeldes, dizendo que iam transportar os cativos para um encontro com o novo chefe máximo das FARC, Alfonso Cano.

Dois guerrilheiros foram capturados na operação.