Última hora

Última hora

Libertado refém de ascendência portuguesa

Em leitura:

Libertado refém de ascendência portuguesa

Tamanho do texto Aa Aa

Entre os reféns libertados ontem, contam-se três americanos, um deles, de ascedência portuguesa. Chegaram à Base de Santo António, no Texas, 15 minutos depois da meia noite. Seguiram depois de helicóptero para um centro médico do exército.

Para Thomas Howes, Keit Stansell e Marc Gonsalves foi o fim de cinco anos de cativeiro. A família de Gonsalves seguiu toda a operação pela televisão, com a emoação contida. O filho e companheiros foram presos pelas FARC, em 2003.

“Sabe como vamos celebrar o quatro de Julho? Isto é o máximo, sabe, isto é o máximo. Era tudo o que este país precisava, sabe. Estou muito emocionado, muito emocionado, muito feliz” afirma.

Marc Gonsalves disse pouco. Falou apenas à namorada, Monique, prometendo-lhe retomar de imediato a vida a dois. Os três norte-americanos foram presos quando o avião em que seguiam, numa missão anti-tráfico de droga, sofreu uma avaria e foi obrigado a uma aterragem de emergência. São civis contratos pelo Pentágono, para a luta anti-droga. Além de Ingrid Betancourt e dos três norte-americanos, foram libertados mais 11 reféns.