Última hora

Última hora

Crise alimentar modera entusiasmo dos 27 em investir nos biocombustíveis

Em leitura:

Crise alimentar modera entusiasmo dos 27 em investir nos biocombustíveis

Tamanho do texto Aa Aa

Os objectivos ambientais dos 27 foram ontem revistos em baixa, pelos ministros do ambiente e energia da União, reunidos numa cimeira informal em Paris.

Ao final de 3 dias de discussão do pacote clima e energia proposto pela presidência francesa, os responsáveis decidiram fazer marcha atrás na promoção dos biocombustíveis como energia alternativa durável.

Face ao risco de uma crise alimentar, os 27 vão dar prioridade a outras energias limpas, para cumprir a meta de apostar nas energias renováveis em mais 10% até 2020.

A União poderá assim diminuir as ajudas à plantação de biocombustíveis, devendo optar por aumentar as importações vindas do Brasil.

Paris quer que os 27 cheguem a um acordo para reduzir em 20% as emissões poluentes e aumentar em 20% a aposta nas energias renováveis, para relançar as negociações do pós acordo de Quioto.

O tema está no entanto longe de reunir um consenso na União, face ao aumento do preço do petróleo. Se França vê no nuclear a única alternativa energética viável, Alemanha e Inglaterra, por seu lado, retomaram nos últimos meses a exploração das suas jazidas de carvão.