Última hora

Última hora

Executivo da Áustria à beira do fim

Em leitura:

Executivo da Áustria à beira do fim

Tamanho do texto Aa Aa

Executivo austríaco à beira do fim, após ano e meio de governo. O líder do Partido Popular e ministro das Finanças abandonou a coligação governamental e exige eleições antecipadas. Wilhelm Molterer acusa os sociais-democratas do SPO de não respeitarem o programa comum de governo.

Além de divergências em torno das reformas da saúde, da educação e da fiscalidade, populares e sociais democratas têm visões divergentes sobre o papel da Áustria na União Europeia.

A gota de água foi a proposta do SPO de organizar um referendo para cada alteração nos tratados europeus, nomeadamente no que toca a futuros alargamentos.

Em conferência de imprensa, em Viena, Molterer considerou que a proposta do SPO “era populista”.

O respondável afirmou que a crise interna dos sociais-democratas está a prejudicar o país e instou os membros da coligação a apoiarem uma moção para dissolver o parlamento.

O líder dos populares e o chanceler Alfred Gusenbauer estão à frente de uma frágil coligação desde Janeiro de 2007.

O SPO sofreu no últimos meses uma forte quebra de popularidade.