Última hora

Última hora

Pontapé de saída na cimeira do G8, no Japão, num dia totalmente dedicado a África

Em leitura:

Pontapé de saída na cimeira do G8, no Japão, num dia totalmente dedicado a África

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes dos países mais ricos do mundo convidaram os chefes de estado de sete países africanos. Um encontro onde se pretende encontrar soluções para a grave crise alimentar que o continente atravessa.

José Manuel Durão Barroso anunciou a criação de um fundo europeu de mil milhões de euros, para apoiar o sector agrícola nos países em desenvolvimento.

Em Toyako, na ilha japonesa de Hokkaido, no norte do país, as atenções viram-se ainda para a proposta de alargamento do grupo dos 8, de forma a incluir as economias emergentes, feita plo presidente francês. Uma ideia que tem a forte oposição dos Estados Unidos.

A cimeira, como é tradicional, conta com um impressionante sistema de segurança. Em números: mais de 180 milhões de euros foram destinados a manter longe os manifestantes.

De facto, as vozes anti-globalizaçâo estão a seis quilómetros do local da cimeira, em Sapporo. ONG’s e activistas marcharam contra as desigualdades económicas no mundo e criticam os países que preferem cultivar cereais para o uso nos bio combustiveis e que deixam para segundo plano a produção de comida.