Última hora

Última hora

Transportes públicos terrestres paralisados em Itália

Em leitura:

Transportes públicos terrestres paralisados em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

Segunda-feira negra em Itália.
A greve dos transportes públicos terrestres teve uma adesão na ordem dos 90 por cento, anunciaram os principais sindicatos.

Os trabalhadores protestam contra a falta de renovação do contrato colectivo de trabalho, que caducou há seis meses e afecta 250 mil pessoas.

Nem só os italianos foram prejudicados. Em Roma, uma turista espanhola diz que não foi “informada da greve no metro” e que vai “tentar apanhar o autocarro para chegar à basilica de S.Pedro”.

Um esforço em vão, já que as linhas de autocarros romanas também aderiram ao protesto, com uma taxa de adesão de quase 100 por cento.

Uma paralisação total que causa transtorno aos utentes.

Uma jovem italiana afirma que é “bastante inconveniente, porque se os comboios, o metro, e os autocarros não funcionam, temos de ir a pé”.

A palavra “cancelado” foi a mais frequente nos painéis das estações de caminho-de-ferro.

Esta é a segunda greve a nível nacional em menos de dois meses , depois de uma paralisaçâo de quatro horas no passado dia 9 de Maio.