Última hora

Última hora

G8 chega a acordo sobre emissões de gases de estufa

Em leitura:

G8 chega a acordo sobre emissões de gases de estufa

Tamanho do texto Aa Aa

O simbolismo de plantar uma árvore foi ultrapassado por actos mais concretos, na cimeira do G8, no Japão.

Os líderes dos oito países mais industrializados do mundo chegaram a um consenso, há muito procurado: a redução dos gases de efeito de estufa para metade até 2050.

Um primeiro sinal de concórdia vindo dos Estados Unidos, sobre o dossier da alteração climática.

No entanto, o texto aprovado em Hokkaido insiste na “necessária contribuição de todas as Nações”, em especial das economias emergentes, como a China e a India, que sempre foi uma revindicação da administração norte-americana.

O consenso não parece tão fácil quando se fala dos biocombustíveis.
Vistos como uma alternativa para lutar contra o aquecimento global, as energias produzidas a partir dos cereais, como bio-etanol, são vistas actualmente como uma das causas da subida dos preços da comida.

A União Europeia fixou o objectivo de usar 10 por cento de biocombustiveis até 2020, mas o Reino Unido já anunciou um recuo nesta meta.

Fora dos muros do hotel de luxo em Toyako, os activistas usam a imaginação para apelar aos líderes dos países mais ricos do mundo que acelerem a luta contra as aterações climáticas.