Última hora

Última hora

Economia da zona euro cresce menos do que o previsto

Em leitura:

Economia da zona euro cresce menos do que o previsto

Tamanho do texto Aa Aa

A economia da zona euro cresceu menos que o previsto no primeiro trimestre de 2008. Portugal foi um dos países com um pior desempenho. O PIB nacional caiu 0,2%.

O Produto Interno Bruto nos 15 países da moeda única cresceu 0,7% em relação aos 3 meses anteriores, menos 0,1% do que o previsto.

Este resultado, pior do que o esperado levanta preocupações sobre a saúde económica na zona euro que está a ser atingida pela crise no crédito e o abrandamento nos Estados Unidos, bem como a pagar o preço de um euro forte e da quebra no consumo privado.

Os sinais que surgem das economias europeias apontam para um maior abrandamento económico no segundo trimestre do ano.

No Parlamento em Estrasburgo, o presidente do Banco Central Europeu defendeu a recente subida da taxa de juro de referência para os 4,25% como forma de controlar os riscos de inflação.

Jean Claude Trichet afirmou ainda que se vive hoje uma situação semelhante à do choque petrolífero de 1973.

Perante os eurodeputados coube ao presidente do eurogrupo, Jean-Claude Junker, fazer a defesa do Banco Central, afirmando que a independência deste “é um pilar importante da união económica e monetária”.

Não existem para já sinais de uma eventual nova subida das taxas de juro, mas tudo irá depender da pressão inflacionista e o BCE vai continuar a seguir de muito perto a evolução dos preços.