Última hora

Última hora

Investigações da polícia poderão levar Ehud Olmert a demitir-se

Em leitura:

Investigações da polícia poderão levar Ehud Olmert a demitir-se

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro israelita foi hoje interrogado pela terceira vez, num caso em que poderá ser formalmente acusado de fraude, abuso de confiança e corrupção.

As investigações duram há dois meses, em torno da relação entre Ehud Olmert e um milionário judeu norte-americano que lhe terá oferecido centenas de milhares de dólares.

O jornal Haaretz avança já a hipótese de Olmert apresentar demissão.

Segundo o periódico os investigadores apresentaram hoje provas concretas de que o primeiro-ministro teria recebido vários envelopes com dinheiro do milionário, que lhe teria pago, quartos de hotel, viagens de avião e despesas diversas.

Fontes próximas de Olmert, falam, no entanto, de uma campanha de difamação, argumentando o que dinheiro foi doado ao partido do político para despesas eleitorais.

Os investigadores afirmam, no entanto, ter em sua posse, facturas em nome de Olmert, assinadas pelo milionário Morris Talanski, que poderão precipitar a saída do primeiro-ministro.