Última hora

Última hora

Kosovo vai receber mais de mil milhões de euros da comunidade internacional

Em leitura:

Kosovo vai receber mais de mil milhões de euros da comunidade internacional

Tamanho do texto Aa Aa

O Kosovo prepara-se para altos voos, cinco meses depois de ter anunciado a independência.

A União Europeia anunciou um envelope de 500 milhões de euros para relançar a economia da antiga província sérvia de maioria albanesa.

Numa conferência de doadores em Bruxelas, Hashim Tachi, o primeiro-ministro kosovar, anunciou que o recém-formado país fez um pedido oficial de adesão ao Fundo Monetário Internacional e ao Banco Mundial.

O comissário europeu para o alargamento declarou que a “implementação desses fundos continua a ser a questão mais importante”. Olli Rehn admite que esta à espera de “resultados concretos e que agora são as pessoas e as instituições do Kosovo que têm de corresponder às expectativas, que cresceram aos olhos da comunidade internacional”.

Pristina elaborou um programa de desenvolvimento sócio-económico em três anos, que termina em 2011.
Com fundos de pré-adesão aos 27, entre outras ajudas, o recém formado país vai receber cerca mil milhões de euros.

Gergana Noutcheva, uma analista política explica que “se o dinheiro for bem gasto e produzir resultados, pode tornar Pristina mais atractiva para os cidadãos a viver no território do Kosovo. Assim, indirectamente, pode contribuir para melhorar as situações de segurança.”

Países como a Espanha ainda não reconheceram formalmente a independência do Kosovo, o que tem travado algumas acções europeias de auxílio administrativo e militar ao território.