Última hora

Última hora

Pristina espera relançar economia kosovar em Bruxelas

Em leitura:

Pristina espera relançar economia kosovar em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

O Kosovo está de olhos postos na conferência de doadores desta sexta-feira em Bruxelas.

Cinco meses depois da proclamação da independência, Pristina espera recolher 1500 milhões de euros para relançar uma economia estrangulada.

O encontro, organizado pela Comissão Europeia, tem como objectivo o financiamento de um programa de desenvolvimento sócio-económico a três anos, elaborado pelo Governo do primeiro-ministro Hashim Thaci.

As autoridades kosovares dizem que para responder às exigências do novo estatuto do território são necessários cerca de 650 milhões de euros, para o período 2008-2011.

Um relatório do executivo europeu e do Banco Mundial sublinha que, só para as infra-estruturas de transportes são necessários cerca de 600 milhões de euros.

Entre os doadores presentes na conferência estão os 27 membros da União Europeia, as instituições financeiras internacionais, a Noruega, A Suíça, a Arábia Saudita e os Estados Unidos, país que prometeu cerca de 250 milhões de euros.

O Kosovo é uma das regiões mais pobres da Europa. Trinta e sete por cento da população vive abaixo do limiar da pobreza e a taxa de desemprego ronda os 40 por cento.