Última hora

Última hora

Sírios e libaneses encetam "união para o Mediterrâneo"

Em leitura:

Sírios e libaneses encetam "união para o Mediterrâneo"

Tamanho do texto Aa Aa

A Síria está determinada a encetar relações diplomáticas com o Líbano, propostas por Beirute e o presidente sírio quer o apoio da França e dos Estados Unidos a um futuro acordo de paz com Israel.

Estas são as principais notícias que saiem do encontro entre Nicolas Sarkozy e Bashar al-Assad. O presidente francês prometeu ao seu homólogo sírio uma visita a Damasco, até Setembro.

Uma mudança clara de estratégia: Jacques Chirac tinha congelado as relações com Damasco após o atentado que vitimou Rafic Hariri, em 2005; Nicolas Sarkozy convidou al-Assad para o desfile oficial do 14 de Julho, apesar de todas as críticas.

Sarkozy encontrou também Michel Suleimane. O presidente do Líbano está na capital francesa um dia depois da constituição do governo de unidade nacional no seu país. Tanto Suleiman como al Assad, que estiveram juntos pela primeira vez, estão em França para participarem, este domingo, na cimeira do lançamento da União Para o Mediterrâneo.

Suleimane fala de uma nova página e mostrou-se satisfeito com as novas relações entre o Líbano e a Síria.

A cimeira que vai reunir os líderes europeus e mediterrânicos será presidida conjuntamente pelo presidente da França, país que assume a presidência da União Europeia e pelo presidente egípcio, Hosni Mubarak.