Última hora

Última hora

Zimbabwe agradece veto às sanções da ONU

Em leitura:

Zimbabwe agradece veto às sanções da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

“Incompreensível”, é como o governo britânico classifica o veto da Rússia e da China à resolução do Conselho de Segurança da ONU que previa sanções ao regime do Zimbabwe e aos seus dirigentes, na sequência da violência e das irregularidades que marcaram a eleição presidencial.

A Rússia, que tinha prometido na reunião do G8 apoiar a iniciativa, deu o dito por não dito. Moscovo considera que estas sanções seriam um precedente perigoso de ingerência nos assuntos internos de um país.

A resolução previa o embargo à venda de armas ao Zimbabwe, sanções financeiras e restrições de movimentos ao presidente Mugabe e outros treze dirigentes e a nomeação de um emissário da ONU para o país.

Já este sábado o ministro da Informação do governo de Robert Mugabe agradeceu aos países que bloquearam a resolução. Robert Mugabe voltou a tomar posse como presidente, depois de eleições consideradas fraudulentas pela oposição e pela comunidade internacional.