Última hora

Em leitura:

Europa quer mais diálogo com países árabes


mundo

Europa quer mais diálogo com países árabes

A partir de hoje, os 27 juntam-se a outros 17 países da bacia do mediterrâneo num dos estandartes da presidência francesa da União Europeia: a União para o Mediterrâneo.

Hans-Gert Pottering garantiu que o Parlamento Europeu “vai fazer tudo para que a União do Mediterrâneo seja um sucesso”. À margem da cimeira, no lançamento da emissão de língua árabe da Euronews, o presidente do Parlamento Europeu considera que “o mais importante é o diálogo de culturas, para que os países árabes e os 27 possam viver em paz”.

A secretária de estado dos Negócios Estrangeiros e dos Direitos Humanos francesa considera que “a emigração é um dos pontos mais importantes porque o Mediterrâneo é a ponte entre a Europa e o sul do Mediterrâneo”. Rama Yade defende que estas “duas margens estão muitos próximas e que por isso devem discutir, trocar informação, de forma a encontrar soluções comuns para um problema comum”.

“Temos de ser concretos. De facto, foi Robert Schuman que disse: temos de ter factos. E os factos foram reunidos para projectos concretos não só suportados por fundos comunitários, mas também por fundos privados”, referiu a comissária europeia para as Relações Externas.

A União tem projectos bem definidos, tal como a despoluição do Mediterrâneo. Os 43 acordaram ainda em avançar com um plano para instalar painéis solares nos países da margem sul. O terceiro grande projecto é a criação de auto-estradas marítimas.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Paris prepara-se para acolher cimeira da União para o Mediterrâneo