Última hora

Última hora

Geremek vítima de acidente de viação

Em leitura:

Geremek vítima de acidente de viação

Tamanho do texto Aa Aa

Bronislaw Geremek morreu, este domingo, aos 76 anos de idade. O eurodeputado polaco faleceu vítima de um acidente rodoviário, no Oeste da Polónia.

Geremek foi um dos principais rostos do movimento democrático polaco. Foi conselheiro de Lech Walesa no sindicato Solidariedade que permitiu à Polónia passar do regime comunista ao democrático.

Geremek foi preso duas vezes após a lei marcial de 1981 e expulso da Universidade em 1985. O historiador e antigo ministro dos Negócios Estrangeiros teve, também, um papel determinante na adesão da Polónia à União Europeia. Mas a nível nacional, o membro do grupo democrata e liberal do parlamento europeu, era um dos principais opositores do actual presidente. O europeísta convicto recusou assinar a declaração relativa à colaboração com a antiga polícia secreta comunista. Uma posição que enfureceu o governo polaco. Em Estrasburgo, foi um dos principais defensores do Tratado Constitucional Europeu e do Tratado de Lisboa.

A última entrevista à Euronews foi dada em Março do ano passado: “Recordo-me, criança, em 1945, de ver o exército polaco e soviético a entrarem juntos e cercarem as tropas alemães. Senti-me feliz porque havia um desejo de libertação. Foi um exército que acolhi como um exército de libertação. Isso não altera a minha opinião e a condenação do regime totalitário, de um e do outro, castanho ou preto, de um lado e vermelho do outro.”