Última hora

Última hora

Suspeitos de fraude fiscal investigados em Espanha

Em leitura:

Suspeitos de fraude fiscal investigados em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 60 pessoas, incluindo importantes empresários, estão a ser investigados em Espanha, por suspeitas de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Segundo fontes ligadas ao processo, estão em causa mais de 200 milhões de euros mas, para já, não há detidos.

A operação está a ser levada a cabo, em simultâneo, em Madrid, Barcelona, Málaga e Saragoça, em sedes de empresas e casas particulares.

O alerta foi dado pelos serviços fiscais espanhóis, que detectaram operações financeiras não declaradas com o LGT, o principal banco do Liechtenstein.

Os infractores terão movimentado avultadas quantias de dinheiro através de paraísos fiscais.

No final do mês passado, o Liechtenstein comprometeu-se a colaborar com a União Europeia no combate a este tipo de infracções.