Última hora

Última hora

Aprovada fusão entre Gaz de France e Suez

Em leitura:

Aprovada fusão entre Gaz de France e Suez

Tamanho do texto Aa Aa

Nasceu uma nova líder mundial no sector da energia. A fusão entre entre a Gaz de France e a Suez foi hoje aprovada pelos accionistas das empresas.

O “casamento” destes dois gigantes da energia prevê a troca de 22 acções Suez contra 21 da GDF e a colocação em bolsa da Suez Environemment. O Estado francês será o primeiro accionista do grupo, com 35,6 por cento do capital.

Gerard Mestrallet, patrão da Suez e futuro presidente do grupo energético anuciou que esta é uma das “maiores fusões dos últimos 20 anos em França”.

Ao todo, o grupo baptizado de GDF Suez acumula um volume de negócios de 75 mil milhões de euros, alcançando um valor de mercado de mais de 90 mil milhões de euros. Com a fusão, passa a empregar 200 mil pessoas.

Quanto ao consumidor, os valores na factura do gás “não dependem da fusão, mas sim do preço do petróleo”, já que o gás é indexado aos valores do crude, disse o presidente do novo grupo.

Edouard Petijean, um advogado dos direitos do consumidor deixa uma questão:
“Será que no dia de amanhã daremos prioridade ao interesse público, ao consumidor ou vamos talvez dar prioridade à rentabilidade financeira deste futuro líder mundial de energia?”

Dois anos depois da operação ter sido anunciada, o “casamento” realiza-se.
O grupo prevê o investimento de 10 mil milhões de euros por ano entre 2008 e 2010 e visa um crescimento de 17 por cento dentro de dois anos.