Última hora

Última hora

Continental considera proposta de aquisição da Schaeffler "egoísta e irresponsável"

Em leitura:

Continental considera proposta de aquisição da Schaeffler "egoísta e irresponsável"

Tamanho do texto Aa Aa

A administração da alemã Continental, rejeitou esta quarta-feira a proposta de aquisição apresentada pela também alemã Schaeffler.

O segundo maior fabricante europeu de pneus considerou o valor oferecido muito baixo e oportunista: 11.2 mil milhões de euros.

A Schaeffler, que também actua no fabrico de componentes para automóveis, controla cerca de 36% dos direitos de voto na Continental e mostrou-se disposta a pagar 69,37 euros por cada acção da Continental.

Uma oferta que Manfred Wennemer criticou fortemente.
O presidente do conselho da administração da Continental considerou a abordagem e o procedimento do grupo Schaeffler “egoísta, autocrata e irresponsável. A administração não pode aceitar que os direitos dos nossos accionistas sejam atacados”.

Se fosse em frente, a aquisição seria a maior do sector de componentes para automóveis desde o ano passado, quando a Continental pagou um recorde de 11,2 mil milhões de euros para ficar com a VDO, uma divisão da Siemens.