Última hora

Última hora

Libertação de Samir Kantar está por horas

Em leitura:

Libertação de Samir Kantar está por horas

Tamanho do texto Aa Aa

Samir Kantar, o guerrilheiro libanês há mais tempo detido por Israel, foi transportado esta madrugada de uma prisão israelita para um posto fronteiriço junto ao Líbano.

Kantar está prestes a ser libertado juntamente com outros quatro prisioneiros do Hezbollah, em troca pelos corpos de dois soldados israelitas dados como mortos desde 2006.

O grupo só será definitivamente libertado quando os peritos judaicos fizerem uma identificação positiva dos cadáveres.

Eldad Regev e Ehud Goldwasser eram ambos militares reservistas e foram capturados pelo Hezbollah há dois anos quando patrulhavam a fronteira a norte de Israel. Uma acção que desencadeou um conflito militar que durou um mês.

O analista israelita Amos Harel diz que a troca foi “o melhor acordo possível” adiantando que “O Hezbollah não teria desistido das suas exigências, especialmente da libertação de Samir Kantar” para além disso “é perturbante para Israel porque nós estamos a libertar cinco prisioneiros vivos por dois soldados mortos e isso é um precedente”.

A troca de prisioneiros libaneses pelos dois militares israelitas foi mediada pela cruz vermelha que vai organizar o transporte dos cinco antigos combatentes do Hezbollah e ainda dos dois cadáveres de soldados israleitas.

Israel também se comprometeu a devolver os corpos de perto de 200 combatentes palestinianos e libaneses, mortos em confrontos ao longo dos últimos anos.