Última hora

Última hora

Bruxelas avisa: 'sites' de toques burlam os consumidores

Em leitura:

Bruxelas avisa: 'sites' de toques burlam os consumidores

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do ‘roaming’ e dos SMS, a Comissão Europeia está agora de olhos postos nos ‘sites’ de toques e ‘wallpapers’ para telemóveis. Bruxelas acusa: a maioria desses ‘sites’ burla os consumidores. E avisa: ou respeitam as regras ou correm o risco de serem encerrados.

Bruxelas investigou mais de 500 ‘sites’ em toda a União, e na Noruega e Islândia. Os resultados não são nada animadores. “Descobrimos que há muitos ‘sites’ com múltiplos problemas: em 50% dos ‘sites’, o preço não é claramente indicado, em 70% falta a informação sobre o vendedor e em 60% foram encontradas informações enganosas”, explica a comissária Meglena Kuneva.

As crianças e os adolescentes são quem mais acede a estes serviços. Introduzem o número de telemóvel para receberem um toque supostamente gratuito e, no final do mês, os pais deparam-se com uma factura que pode atingir a centena de euros.

O mercado dos toques na União ascende a mais de 690 milhões de euros anuais.