Última hora

Última hora

Noventa primaveras e uma popularidade inigualável

Em leitura:

Noventa primaveras e uma popularidade inigualável

Tamanho do texto Aa Aa

Nelson Mandela celebra esta sexta-feira o nonagésimo aniversário e nas ruas de Joanesburgo quase ninguém fica indiferente. O pai de uma África do Sul livre de segregação racial não é esquecido por quem passa em frente à sede do Congresso Nacional Africano.

Parabéns e desejos de muitos anos de vida é o que sai da boca de inúmeras pessoas.

O último presidente branco sul-africano, que permitiu a transição do país para o regime democrático, Frederik De Clerk, não deixou de felicitar Nelson Rolihlahla Mandela. “Feliz aniversário Madiba, meu amigo, o que fez pela África do Sul é maravilhoso. O seu legado será eterno”, declarou.

Mandela, prémio Nobel da Paz, dedicou a vida à luta contra o apartheid e ao domínio da minoria branca na África do Sul.

Esteve 27 anos preso, depois de ter sido dos primeiros a advogar a resistência armada contra segregação racial.

Atrás das grades entre 1964 e 1990, Mandela foi eleito presidente quatro anos depois. Utilizou carisma e prestigio para alcançar a reconciliação do país.

Nas últimas semanas, Madiba, como é conhecido, foi homenageado com inúmeras cerimónias, incluindo um grande concerto em Londres, onde participaram vários artistas.

No dia em que se assinalam os seus noventas anos, Mandela celebra o aniversário em família, ao lado da mulher Graça Machel.