Última hora

Última hora

Itália identifica ciganos

Em leitura:

Itália identifica ciganos

Tamanho do texto Aa Aa

A Cruz Vermelha Italiana iniciou o recenseamento dos indocumentados residentes no país – um processo controverso que, segundo a oposição, visa essencialmente a comunidade cigana.

Esta primeira acção concentrou-se nos acampamentos de ciganos nómadas, na zona noroeste de Roma, onde habitualmente se acolhem mais de 10 mil pessoas.

Mas o presidente da Cruz Vermelha italiana marcou distâncias, em relação às intenções do Governo: “A Cruz Vermelha Italiana não vai fazer nada com impressões digitais, nada de nada. Nós estamos aqui com propósitos exclusivamente humanitários, para um primeiro contacto com este povo que tem sido sempre marginalizado, estigmatizado e discriminado. Queremos conhecer os problemas de cada um, para os ajudar”.

O recenseamento a partir da recolha de impressões digitais é um dos aspectos mais polémicos da lei do governo de Berlusconi. A Cruz Vermelha não tem obrigado ninguém a recensear-se, aceitando apenas manifestações de vontade própria.

E aproveita o contacto para acções humanitárias, desde o serviço de refeições, ao rastreio de algumas doenças, mais vulgares, entre a população nómada.