Última hora

Última hora

Paris, Londres e Bogotá pedem às FARC liberdade para os sequestrados

Em leitura:

Paris, Londres e Bogotá pedem às FARC liberdade para os sequestrados

Tamanho do texto Aa Aa

A propósito dos 198 anos de independência da Colômbia, Paris e Londres organizaram manifestações de apoio à luta contra as FARC.

No centro das festividades em Paris esteve, como se esperava, Ingrid Betancourt, que conheceu a liberdade há 18 dias, depois de seis anos sequestrada pela guerrilha colombiana.

Ao falar aos manifestantes, Ingrid Betancourt dirigiu-se ao novo comandante das FARC, Alfonso Cana. Betancourt relembrou que cerca de 100 mil artistas e milhares de colombianos estão unidos por amor, e que todos têm apenas uma obsessão, a Liberdade para todos.

Liberdade foi também pedida na Colômbia, a propósito da Festa Nacional. De um lado e do outro do Atlântico, foram lembradas as quase 3 mil pessoas que foram raptadas. Os organizadores da campanha pedem às FARC que baixem as armas, iniciem o diálogo e libertem os sequestrados.

A guerrilha exige ao presidente Alvaro Uribe uma zona desmilitarizada na selva, mais ou menos com a área de Nova Iorque, onde possam operar. No entanto, Uribe, que perdeu o pai nas mãos das FARC, estará mais disponível para conceder uma zona menor sob vigilância internacional.