Última hora

Última hora

PKK liberta turistas alemães

Em leitura:

PKK liberta turistas alemães

Tamanho do texto Aa Aa

Já se encontram em liberdade os três alpinistas alemães sequestrados há mais de uma semana no leste da Turquia por guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

O rapto deu-se no dia 9 de Julho, os três alemães faziam parte de um grupo de 13 alpinistas que se preparavam para escalar o monte Ararat. O ministro Alemão dos Negócios Estrangeiros expressou a sua gratidão ao governo turco e aos responsáveis militares que organizaram a operação.

O governador provincial da zona revelou que o grupo de guerrilheiros “foi obrigado a libertar os turistas pela força das operações militares lançadas para pelo exercito turco.

Na altura do rapto, os sequestradores disseram que manteria os três alpinistas em cativeiro até que o governo alemão pusesse fim à repressão contra os membros e simpatizantes do partido na Alemanha, onde vivem 2,4 milhões de imigrantes turcos, entre os quais cerca de 600.000 curdos.

O PKK, que integra as listas de organizações terroristas da União Europeia e dos Estados Unidos, lançou em 1984 uma guerra separatista armada no sudeste e leste da Turquia, zonas povoadas maioritariamente por curdos.