Última hora

Última hora

Governo italiano à mercê das declarações de Umberto Bossi

Em leitura:

Governo italiano à mercê das declarações de Umberto Bossi

Tamanho do texto Aa Aa

As declarações polémicas do líder da Liga do Norte, Umberto Bossi, voltam a abalar a coligação governamental em Itália.

O dirigente da formação populista e xenófoba e também ministro das reformas, classificou ontem o hino italiano de “fascista”, por incluir uma estrofe que apela à submissão a Roma.

Bossi, que defende a criação de um estado autónomo no Norte do país, propos criar uma aliança com a esquerda para relançar o debate sobre o federalismo e criticou também, o envio de professores do sul para o norte do país.

O político volta assim a apostar na polémica para tentar pressionar Silvio Berlusconi a aprovar a criação de um imposto federal.

Bossi acusa o primeiro-ministro de, “ter abandonado o Norte do país”, para se preocupar apenas com a questão do lixo em Nápoles.

Nas últimas semanas, o aliado não hesita em apresentar-se como o principal opositor do governo, tendo afirmado que o principal objectivo da reforma judicial recente seria de evitar que Berlusconi, “fosse parar à prisão”.