Última hora

Última hora

Sarkozy nega ter falado de um segundo referendo na Irlanda

Em leitura:

Sarkozy nega ter falado de um segundo referendo na Irlanda

Sarkozy nega ter falado de um segundo referendo na Irlanda
Tamanho do texto Aa Aa

Nicolas Sarkozy foi a Dublin, onde garantiu aos irlandeses que a União Europeia não quer impor nenhuma solução ao país do trevo, depois do “não” no referendo sobre o Tratado de Lisboa.

O presidente em exercício da União negou ter afirmado que a Irlanda teria de votar novamente o texto, mas lembrou ao primeiro-ministro, Brian Cowen, que é preciso tomar decisões: “Eu nunca disse que a Irlanda devia convocar um novo referendo. Eu disse que, mais cedo ou mais tarde, os irlandeses deviam dar a sua opinião. Não falei de referendo, não descrevi a questão e nunca me imiscui no debate político irlandês. Expliquei ao primeiro-ministro, como aos outros parceiros, que temos eleições europeias em Junho de 2009 e que vamos precisar de saber nesse momento, a poucos meses das eleições, se as organizamos com base no Tratado de Nice ou no de Lisboa.”

“Não é não”, era uma das frases preferidas dos anti-Tratado de Lisboa, que se manifestaram a Nicolas Sarkozy o seu desacordo face ao texto.

Mas nem todos estão contra o Tratado de Lisboa ou contra Sarkozy. Muitos manifestantes – sobretudo, agricultores – vieram agradecer ao presidente francês o seu apego à agricultura europeia, numa altura em que se discute, na OMC, a liberalização do comércio mundial.