Última hora

Última hora

Olmert por um fio à frente do Kadima

Em leitura:

Olmert por um fio à frente do Kadima

Tamanho do texto Aa Aa

Os dias de Ehud Olmert à frente do Kadima podem estar contados. Cada vez mais fragilizado politicamente, o primeiro-ministro israelita poderá, em breve, perder a liderança do partido. Sobretudo agora, que o comité central se reuniu e modificou os estatutos, permitindo a realização de primárias – que devem ocorrer em meados de Setembro.

Tzipi Livni, a ministra dos Negócios Estrangeiros, é vista como a principal candidata e não poupa críticas a Olmert: “Precisamos de uma liderança forte, que deve expressar-se através da determinação de cada líder eleito a fazer face, não só aos dramas, mas também às tentações e às obrigações diárias. Qualquer pessoa do meio político compreende até que ponto a corrupção de que se fala é uma forma de fraqueza.”

Simultaneamente, Morris Talanski, principal testemunha de acusação contra Olmert, compareceu em tribunal para um quinto contra-interrogatório. O homem de negócios norte-americano diz ter pago mais de 100 mil dólares de “luvas” ao primeiro-ministro israelita.