Última hora

Última hora

Irmão de Karadzic afirma que o detido não reconhece legitimidade do TPI

Em leitura:

Irmão de Karadzic afirma que o detido não reconhece legitimidade do TPI

Tamanho do texto Aa Aa

O irmão de Radovan Karadzic afirma ter tido autorização para visitar ontem o ex-foragido, durante uma hora, nas instalações do Tribunal de Belgrado.

Luka Karadzic, que é suspeito de ter ajudado o irmão a escapar-se à justiça, afirma que Radovan, “não reconhece a legitimidade do Tribunal Penal Internacional”.

Luka reclama agora que as autoridades bósnias concedam à restante família a autorização para se deslocarem a Belgrado, denunciando o que considera ser uma “violação dos direitos humanos”.

Em Janeiro as autoridades de Sarajevo tinham confiscado os passaportes à mulher e filha de Karadzic, a pedido do TPI.

O irmão do detido juntou-se ontem a um protesto de dezenas de militantes ultranacionalistas, no centro de Belgrado, contra a detenção do antigo líder dos sérvios da Bósnia.

Os manifestantes, que gritaram palavras de ordem de apoio a Karadzic e Mladic, denunciando o que chamaram de traição, envolveram-se em confrontos com a polícia, que não provocaram feridos.

Para os sectores ultranacionalistas, os dois ex-líderes continuam a ser considerados como “heróis”, a detenção arrisca-se agora a transformar Karadzic num mártir para os sectores de extrema-direita.