Última hora

Última hora

Imigrantes em greve de fome para exigir regularização

Em leitura:

Imigrantes em greve de fome para exigir regularização

Tamanho do texto Aa Aa

O protesto de três imigrantes iranianos ilegais numa grua em frente ao serviço de estrangeiros em Bruxelas concentrou as atenções na Bélgica. Pretendem que o governo autorize a legalização dos imigrantes com trabalho.

Os olhos também estiveram postos numa concentração na praça dos Mártires. Três dezenas de pessoas mostraram solidariedade aos clandestinos com uma greve de fome de 24 horas.

Khalid, marroquino, explica porque existe este tipo de protesto. “Estas acções são desesperadas. Eles querem ficar regularizados e procurar uma vida digna num país que respeita os direitos do homem. Estamos aqui para os apoiar”, disse.

O primeiro-ministro Ives Leterme recebeu duarnte a manhã de representantes do imigrantes ilegais, onde se incluíam dois sindicalistas. “Disse-lhes, mesmo compreendendo o sofrimento em que estas pessoas se encontram, que estamos num estado de direito e numa democracia. Uma greve de fome, uma greve de sede, são meios de pressão inadmissíveis e apelei para que terminem com as greves de fome e de sede”, declarou o primeiro-ministro.

Os imigrantes querem as alterações à lei antes das férias mas Leterme sublinhou tratar-se de legislação complexa que não pode ser tratada com ligeireza.