Última hora

Última hora

Obama quer que Europa e EUA se unam

Em leitura:

Obama quer que Europa e EUA se unam

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama instou hoje a Europa e os Estados Unidos a unirem forças para enfrentar os desafios do século XXI.
O candidato democrata à Casa Branca falou quinta-feira, em Berlim, diante da coluna da vitória rodeado por uma multidão
Cerca de cem mil pessoas saíram à rua na capital alemã para ouvir o único discurso que Obama deverá pronunciar durante a sua ronda europeia, que inclui visitas a Paris e a Londres.
O senador do Ilinois afirmou que neste novo século a Europa e os Estados Unidos deverão cooperar cada vez mais e que a cooperação entre as nações não é uma escolha mas a única maneira de garantir a segurança comum e de fazer avançar a humanidade.
O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos foi fortemente aplaudido na capital alemã.
Segundo uma sondagem recente, 76 por cento dos alemães desejam a vitória de Obama, contra dez por cento que preferem McCain.
Uma euforia que alguns apelidam de Obamamania e que é partilhada pela maioria dos europeus.
Mais pragmática, Angela Merkel anunciou que não esperava uma reviravolta na diplomacia norte-americana após as eleições.
Apesar das fortes pressões, a chanceler alemã impediu que o candidato democrata pronunciasse o seu discurso diante da porta de Brandenburgo. Merkel considerou que o local está reservado para os presidentes e não para os candidatos.