Última hora

Última hora

Renault elimina cinco mil postos de trabalho

Em leitura:

Renault elimina cinco mil postos de trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

A Renault anunciou, esta quinta-feira, um severo programa de eliminação de cinco mil postos de trabalho, nas suas unidades de produção europeias.

Estão a ser reestruturadas, sobretudo a de Sandouville, nos arredores de Paris. Os despedimentos aqui podem chegar aos mil.

Com esta medida, a empresa espera reduzir os custos de produção em 10 por cento.

Tem ainda a expectativa de conseguir negociar despedimentos, com alguns trabalhadores que se prontifiquem a abandonar a empresa.

Carlos Ghosn, diz que é uma medida de equilíbrio:

“É uma medida de equilíbrio, entre os recursos e e os resultados da empresa. É preciso fazè-lo, quando começamos a sentir o vento.
Fazê-lo quando a tempestade já cá está, obriga a tomar decisões muito mais dramáticas, que queremos evitar”.

Uma nota da empresa fala mesmo num “ambiente de degradação económica”.

Os Sindicatos estão contra e dizem que é uma decisão difícil de entender:

“Habitualmente, quando estávamos em défice, diziam-nos que havia dificuldades e grandes riscos. Hoje, vamos ter mil milhões de lucro e dizem-nos que estamos em dificuldade. É, realmente, dificil de entender”, considerou um dirigente da CGT.

No sector produtivo da Reanault, na Europa, trabalham 47 mil pessoas.

Os lucros subiram e só o Laguna, fabricado em Sandouville, tem tido um comportamento de mercado inferior ao esperado.