Última hora

Última hora

Bombas desactivadas na India

Em leitura:

Bombas desactivadas na India

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades indianas desactivaram, este domingo, vários engenhos que não chegaram a explodir nos atentados dos últimos dias.

Em Surat foram encontros dois engenhos. Um outro foi detectado em Ahmedabad, no oeste do país.

As medidas de segurança foram reforçadas na sequência dos atentados que provocaram mais de meia centena de mortos. Ao todo, 19 engenhos explodiram em diferentes bairros da cidade de Ahmedabad.

Os ataques foram reivindicados pelos Mujahideen indianos, o mesmo grupo que em Maio levou a cabo uma série de atentados no Norte da Índia.

Os extremistas negam, no entanto, qualquer envolvimento nos ataques em Bangalore, no sul da India onde uma pessoa morreu e várias ficaram feridas.

As autoridades indianas apelaram à calma em Ahmedabad, na tentativa de evitar que os confrontos entre hindus e mulçulmanos se voltem a repetir à semelhança do que aconteceu em 2002.

As explosões deixaram o país em alerta máximo. As autoridades políciais pedem à população para que esteja atenta a qualquer objecto estranho.

Os ataques já foram condenados por vários países.