Última hora

Última hora

Reunião de emergência do Hamas esta manhã na Faixa de Gaza , depois da detenção de mais de 160 elementos do rival Fatah

Em leitura:

Reunião de emergência do Hamas esta manhã na Faixa de Gaza , depois da detenção de mais de 160 elementos do rival Fatah

Tamanho do texto Aa Aa

Perto de mil apoiantes do Hamas desfilaram nas ruas de Jebalia, na Faixa de Gaza, para protestar contra os atentados de sexta-feira.

Uma manifestação que vem ilustrar os conflitos crescentes entre as diferentes facções palestinianas e que poderão, depois desta manhã,
conhecer novos episódios violentos.

O Hamas, que se apoderou da Faixa de Gaza há um ano, acusa o Fatah do presidente Mahmoud Abbas de estar por detrás dos ataques.

O Fatah condena também os atentados e acredita que foram perpetrados por dissidentes do Hamas. Pelo meio, as Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, braço armado do Fatah, ameaçaram o Hamas de fortes represálias caso não acabem as rusgas e as detenções.

Na sexta-feira, seis pessoas morreram, entre elas uma criança de 10 anos, e dezenas ficaram feridas na sequência da explosão de uma bomba colocada num automóvel na cidade de Gaza. No mesmo dia, outros dois engenhos explodiram, sem causar vítimas. Um dos explosivos deflagrou em frente à casa de um dirigente do Hamas em Gaza.