Última hora

Última hora

Tribunal condena ex-executivo da Siemens por corrupção

Em leitura:

Tribunal condena ex-executivo da Siemens por corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo de corrupção na Siemens deu origem a uma primeira condenação em tribunal.

Um antigo executivo do grupo alemão, Reinhard Siekaczek, foi condenado a uma pena de prisão de dois anos, com pena suspensa, e ao pagamento de uma multa de 108.000 euros.

Os subornos, de 1,3 mil milhões de euros, pagos pela Siemens, valeram já a saída dos antigos presidentes Klaus Kleinfeld e Heinrich von Pierer.

Siekaczek ocupou as funções de gestor de vendas e foi condenado por 49 crimes de abuso de confiança. No tribunal, mostrou-se tranquilo e chegou mesmo a trocar algumas piadas com os repórteres.

“Estou contente que tudo tenha acabado. Não tenho mais nada a dizer”, foram as palavras no fim da sentença.

Já o procurador Anton Winkler considera esta uma vitória importante contra a corrupção, isto embora não tenha havido, para já, nenhum outro condenado neste caso: “Deste processo saem duas mensagens: a primeira é que todos aqueles que sabem alguma coisa têm a obrigação de falar, para ajudar a elucidar este caso. A segunda é que a Alemanha não tolera a corrupção”.

A Siemens começou a ser investigada por irregularidades no sector das telecomunicações, mas a investigação depois alargou-se a todo o grupo.

As consequências podem estender-se para lá da Alemanha. A Siemens pode também vir a ser impedida de fazer investimentos nos Estados Unidos, por culpa deste caso.