Última hora

Última hora

Confrontos em Belgrado em manifestações contra a transferência de Karadzic para Haia

Em leitura:

Confrontos em Belgrado em manifestações contra a transferência de Karadzic para Haia

Tamanho do texto Aa Aa

A violência estalou em Belgrado esta terça-feira. Pelo menos quatro dezenas de pessoas ficaram feridas, nos confrontos entre jovens apoiantes de Radovan Karadzic e a polícia.

As autoridades anunciaram que entre os feridos há pelo menos 25 polícias e um operador de câmara espanhol.

A polícia disparou gás lacrimogéneo e balas de borracha contra uma centena de manifestantes extremistas que lançavam pedras no centro da capital sérvia, enquanto decorria um comício de apoio ao ex-líder servio-bósnio.

Mais de 15 mil pessoas juntaram-se em Belgrado, para protestar contra a transferência de Radovan Karadzic para o tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, em Haia.

A manifestação foi organizada pelo partido ultranacionalista radical sérvio, liderado por Tomislav Nicolic e teve o apoio do partido democrático da sérvia, do antigo primeiro-ministro nacionalista Vojislav Kostunica.

Karadzic continua a ser considerado por muitos um herói nacional da guerra da Bósnia, que decorreu durante a primeira metade da década de 90.

O processo de extradição acontece agora, depois de dias de incerteza.
Radovan Karadzic anunciou que ía apresentar um recurso, mas ao final da noite o tribunal ainda não tinha recebido qualquer documento.

O homem que esteve fugido da justiça durante os últimos 11 anos, esteve 9 dias detido em Belgrado.

Karadzic é apontado como o responsável pelo massacre de Srebenica, em 1995, onde morreram mais de oito mil muçulmanos.