Última hora

Em leitura:

Inflação da Eurozona em máximo histórico


empresas

Inflação da Eurozona em máximo histórico

A inflação na Zona Euro atingiu os 4,1%, este mês, o valor mais alto de sempre, segundo os dados publicados agora pelo Eurostat.

A inflação não pára de subir no grupo de 15 países da Zona Euro, o que está a preocupar os líderes políticos e sobretudo o Banco Central Europeu. Muito por culpa dos combustíveis, os números afastam-se cada vez mais da meta dos 2% fixada pelo BCE. A subida constante nos preços do petróleo tem arrastado os valores da inflação.

No início deste ano, a taxa de inflação dos Quinze tinha já ultrapassado os 3%. Manteve-se relativamente estável até Abril e depois começou uma subida em flecha. No mês passado atingiu a marca histórica dos 4%.

O BCE viu-se obrigado a subir a taxa de juro de referência para os 4,25%, no início deste mês, para lutar contra a inflação, apesar da desaceleração económica. Antes do fim do ano, o preço do dinheiro pode subir para os quatro e meio por cento.

As más notícias para a Zona Euro vêm também de Espanha, que tem agora a taxa de desemprego mais alta de toda a União Europeia, com 10,7% da população activa desempregada.

A média dos Vinte e Sete mantém-se inalterada nos 6,8%.

A Espanha tem também a inflação mais alta dos últimos 11 anos, nos 5,3%, por culpa do fim do boom imobiliário.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Lucros da EADS desapontam