Última hora

Última hora

Ex-sócio de Khodorkovsky condenado a prisão perpétua

Em leitura:

Ex-sócio de Khodorkovsky condenado a prisão perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça russa voltou a revelar mão pesada para o universo da Iukos. Esta sexta-feira, o tribunal de Moscovo condenou a prisão perpétua, Leonid Nevzline, um dos ex-sócios de Mikhail Khodorkovsky no grupo petrolífero.

Leonid Nevzline, estava acusado de mandatar vários assassinatos e do seu refugio em Israel já disse, através do seu advogado, que vai recorrer da sentença.

Nevzline foi condenado por contumácia e dificilmente cumprirá esta pena na Rússia. Em 2003 quando se refugiou em Israel pediu a nacionalidade israelita e o estado hebraico tem negado, até agora, o pedido de extradição apresentado pelas autoridades russas.

A sentença surge a poucos dias da audiência para o pedido de liberdade condicional para o antigo patrão da Iukos, Mikhail Khdorkovzky, condenado juntamente com outro dos seus sócios, Platon Lebedev, a oito anos de prisão por alegada fraude fiscal.

Khodorkovsky, um dos grandes oligarcas russos da era pós soviética, cumpre pena na prisão siberiana de Tchita. A Iukos, parte de um império que construiu durante a presiência de Ieltsin, foi entretanto liquidada.