Última hora

Última hora

Karadzic comparece pela primeira vez perante juíz do TPI

Em leitura:

Karadzic comparece pela primeira vez perante juíz do TPI

Tamanho do texto Aa Aa

Radovan Karadzic diz que foi raptado três dias antes da data oficial da detenção. Esta foi uma das acusações efectuadas pelo ex-chefe político dos sérvios da Bósnia na primeira aparição perante um juíz do Tribunal Penal Internacional. Karadzic atacou também o norte-americano Richard Holbrooke, com quem diz ter negociado o fim da Guerra da Bósnia.

“Tenho que dizer que esta é uma questão de vida ou de morte. Se o senhor Holbrooke continua a querer a minha morte e lamenta não haver pena capital, pergunto-me se o braço dele é suficientemente longo para me apanhar inclusive aqui”, afirmou, numa alusão ao facto de Holbrooke ter afirmado que “se há alguém que merece a pena de morte é Karadzic e Mladic”.

O juíz interrompeu Karadzic para lhe lembrar que deve levantar este tipo de questões ao TPI num momento adequado. Karadzic pediu 30 dias para reflectir e estudar a sua defesa, antes de se dar como inocente ou culpado. Ele que é acusado de crimes de guerra, genocídio e crimes contra a humanidade.

A próxima sessão foi marcada para 29 de Agosto. Se nessa altura Radovan Karadzic se recusar a declarar-se culpado ou inocente, as leis do Tribunal Penal Internacional definem que a declaração de “inocente” seja automaticamente accionada.