Última hora

Última hora

Libertado temido etarra

Em leitura:

Libertado temido etarra

Tamanho do texto Aa Aa

Foi libertado um dos mais temidos membros da ETA. José Ignacio De Juana Chaos deixou, este sábado, a prisão, perto de Madrid, acompanhado pela mulher e por dois advogados.

Acusado pela morte de 25 pessoas no final da década de 80, o etarra foi condenado a 3000 anos de prisão. No entanto, e graças ao antigo código penal acabou por, apenas, cumprir 21.

Em Madrid e no País Basco foram muitos, os que se manifestaram contra a libertação De Juana Chaos.

Associações das vítimas de terrorismo e partidos políticos criticam a decisão da justiça, que classificam como um insulto

“Se as leis permitem a um assassino sair da prisão são as mesmas que nos causam indignação, então é necessário mudá-las”, afirma a Secretária-Geral do PP.

Como se não bastasse, os familiares das vítimas da organização separatista basca vão ter, ainda, de se cruzar com Juana Chaos nas ruas de San Sebastian.

O chefe de Governo, Jose Luís Zapatero reconhece que a libertação gera a todos, incluindo ao primeiro-ministro, uma sensação de desprezo mas adianta que é necessário respeitar a lei.

O etarra de 53 anos participou em onze atentados, entre eles um dos mais mortíferos da ETA em 1986 no qual morreram 12 guardas-civis.