Última hora

Última hora

Tocha Olímpica em Sichuan

Em leitura:

Tocha Olímpica em Sichuan

Tamanho do texto Aa Aa

A tocha Olímpica passou por Sichuan, a região mais afectada pelo sismo de há três meses que matou pelo menos 70 mil pessoas.

A cerimónia que assinala a passagem da tocha olímpica por esta região teve uma simbologia especial. A área por onde deveria passar, como estava previsto, está agora devastada.

O percurso acabou por se concentrar mais em Guang’an, a cidade onde o patriarca comunista e antigo líder viveu.

A tocha vai ainda passar por mais quatro cidades, incluindo Mianyang, ameaçada por deslizamentos de terras e inundações depois do sismo de Maio e que acabou por ser abrigo para dezenas de milhares de pessoas.

Na sexta-feira foram sentidas em Sichuan mais duas réplicas fortes. A segunda, mais forte, atingiu a magnitude de 6,1 na escala de Richter. Seis horas antes, a terra tremeu. O epicentro situau-se perto de Pingwu e Bechuan, duas regiões arrasadas pelo sismo de 12 de Maio que atingiu a magnitude de 7.9 na escala de richter. Foi o mais forte tremor de terra sentido na região desde 1976. Cinco milhões de pessoas ficaram desalojadas.