Última hora

Última hora

Assistente de Kerviel acusado pela justiça

Em leitura:

Assistente de Kerviel acusado pela justiça

Tamanho do texto Aa Aa

O assistente de Jérome Kerviel, o corretor por detrás da mega-fraude na Societé Générale, foi constituído arguído, acusado de cumplicidade no caso. As jogadas perigosas de Kerviel na bolsa, feitas sem o consentimento do banco, custaram perto de cinco mil milhões de euros. Agora foi Thomas Mougard, de 24 anos, a ser acusado de ter ajudado Kerviel nestas operações. Os advogados do corretor francês contra-atacam e dizem agora que a culpa dos prejuízos não é de Kerviel, mas sim do banco, que pôs fim abruptamente às operações do corretor, em plena crise bolsista, em Janeiro deste ano.