Última hora

Última hora

Nove alpinistas perdem a vida no K2

Em leitura:

Nove alpinistas perdem a vida no K2

Tamanho do texto Aa Aa

Nove alpinistas perderam a vida no K2, nos Himalaias. A tragédia atingiu uma expedição internacional de 18 pessoas.

Três homens permanecem desaparecidos, um austríaco, um paquistanês e um veterano francês.

Os alpinistas foram apanhados pela queda de um bloco de gelo num estreito a cerca de 8200 metros de altura, conhecido como Gargalo de Garrafa.

Um porta-voz da empresa que organizou a expedição frisou que “o alpinismo comporta muitos riscos” e que apesar de todos os cuidados que envolvem a preparação das expedições “há sempre um risco”.

Segundo a organização da expedição, entre os mortos confirmados estão três sul-coreanos, dois nepaleses, um holandês, um sérvio, um norueguês e um paquistanês.

Mais de setenta pessoas perderam a vida no K2, um dos picos mais perigosos do mundo no nordeste do Paquistão. O último acidente mortal deu-se em 1995, quando seis alpinistas perderam a vida durante uma tempestade.