Última hora

Última hora

Luto oficial na Rússia pela morte de Alexandre Soljenitsin.

Em leitura:

Luto oficial na Rússia pela morte de Alexandre Soljenitsin.

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro Vladimir Putin juntou-se esta terça-feira aos familiares do escritor russo Alexandre Soljenitsin para uma última homenagem na academia das Ciências de Moscovo. O corpo está exposto ao público em câmara ardente e rodeado de honras militares.

Foram muitos os moscovitas que passaram pelo edifício para um último adeus àqule que foi considerado um dos maiores pensadores do século XX. No exterior, dezenas de figuras da política e da cultura russas prestavam declarações à imprensa.

Vitaly Tretyakov, jornalista e analista político afirmou que “ele é um homem sem partido, sem estado, um político solitário que se opunha ao sistema soviético. Podemos discutir se ele era bom ou mau mas o facto é que ele era um gigante político”, concluiu.

Por seu lado, Sergei Kapitsa, professor do Instituto de Física de Moscovo defendeu que Soljenitsin “expressava as contradições morais do nosso tempo, com clareza e precisão e, se quisermos, podemos falar de arrependimento, ele levantou essa questão com frequência, assim como a questão da responsabilidade. Ele expressava a completa responsabilidade”.

Soljenitsin era um defensor dos valores morais tradicionais e lutou contra o comunismo soviético. Apesar de ter sido crítico da evolução da Rússia dos últimos tempos era apoiante de Putin.

Seguidor profundo da igreja ortodoxa russa, vai a enterrar esta quarta-feira no mosteiro de Donskoi, em Moscovo.