Última hora

Última hora

Pequim reforça segurança para os JO

Em leitura:

Pequim reforça segurança para os JO

Tamanho do texto Aa Aa

A China pode garantir a segurança dos Jogos Olímpicos de Pequim.

É a mensagem que passam as autoridades chinesas, um dia depois do atentado que fez 16 mortos na provincia de Xijiang e a apenas três dias da inauguração do evento desportivo.

Hu Jintao reuniu-se já esta manhã com o presidente do Comité Olímpico. Jaques Rogue. Uma conversa da qual não se conhece o conteúdo, mas náo é dificil adivinhar que falaram certamente da segurança.

Segundo alguns especialistas, Pequim será uma cidade segura. A China reforçou fortemente as medidas de segurança; Os critérios de atribuição dos vistos para entrar no país foram ainda mais restringidos; uma base de dados de 14 milhões de documentos falsos ajuda a fazer a triagem no aeroporto de Pequim, 100 mil tropas de elite e 300 mil câmaras de segurança vigiam a cidade.

Mas fora de Pequim tudo pode acontcer, como o atentado de Kashgar, que ontem matou 16 polícias.

A polícia chinesa anunciou a detenção dos dois presumíveis autores do ataque: um taxista e um vendedor de legumes da cidade, membros da etnia uigur, uma comunidade que se queixa de repressão e discriminação por parte do governo central, para além de 18 agitadores estrangeiros.

Segundo a mesma fonte os activistas uigures tinham na sua posse documentos de apelo à guerra santa islâmica.