Última hora

Em leitura:

OMV retira oferta de compra da MOL


empresas

OMV retira oferta de compra da MOL

O grupo austríaco OMV, maior petrolífera da Europa Central, desistiu da compra da empresa húngara MOL, depois de uma batalha que durou mais de um ano. A OMV disse que as condições impostas pela Comissão Europeia eram demasiado exigentes para que a compra fosse rentável.

A OMV tinha oferecido o equivalente a 15 mil milhões de euros pela companhia húngara – uma quantia que a MOL nunca aceitou. O prolongamento das negociações acabou por castigar as acções da OMV.

“Uma coisa é certa: eles queriam mais. O que não sabemos é qual o montante que os iria satisfazer. Mas dissémos-lhes que este era o limite”, explicou o presidente da OMV, Wolfgang Ruttenstorfer. Os 15 mil milhões são a última oferta da OMV, que subiu a parada em Junho, para surpresa de muitos analistas, depois de a MOL ter rejeitado uma oferta mais baixa.

Bruxelas colocou vários obstáculos, uma vez que temia uma situação de quase-monopólio na Europa Central. A OMV propôs vender algumas refinarias às concorrentes, mas a Comissão Europeia rejeitou.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Fed deixa juros nos 2%