Última hora

Última hora

Conflito intensifica-se na Ossétia do Sul

Em leitura:

Conflito intensifica-se na Ossétia do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Tanto a Geórgia como a Rússia afirmam deter o controlo da capital osseta Tskinvali. É a propaganda de guerra que está a ferro e fogo.

O presidente da região separatista assegura que morreram já mil e quatrocentas pessoas, Moscovo dá conta de 30 baixas no contingente russo que, pelo menos até agora, tinha a missão de manter a paz na região.

A única informação que coincide nas duas versões é a de que se registou um forte ataque das tropas georgianas à capital osseta.

O presidente georgiano, Mikhail Saakashvilli, poderá declarar o estado de emergência nas próximas horas, o que dá mais poderes às autoridades para intervir e limita a liberdade de circulação e associação civis.

Tbilissi garante que a força aérea russa bombardeou o porto de Poti, no Mar Negro, e que há tropas em movimento para reforçar o contingente russo na zona. O chefe de Estado georgiano anunciou por isso a deslocação das tropas georgianas estacionadas no Iraque para a Ossétia do Sul.

Vários edifícios públicos foram evacuados em Tbilissi, como prevenção para eventuais bombardeamentos por parte da Rússia.

Segundo um correspondente da AFP no terreno, aviões russos atacaram Gori, a cidade natal do antigo ditador José Estaline.