Última hora

Última hora

Familiar de treinador norte-americano morto em Pequim

Em leitura:

Familiar de treinador norte-americano morto em Pequim

Tamanho do texto Aa Aa

O início dos Jogos Olímpicos foi ensombrado pelo assassinato de um norte-americano, sogro do treinador da equipa de voleibol dos Estados Unidos. O homem e a mulher passeavam numa rua de Pequim quando foram apunhalados. Ele morreu, ela ficou gravemente ferida.

O autor do crime subiu depois a uma torre e suicidou-se.

O porta-voz do Comité Olímpico Norte-americano acredita que o ataque não tem nada a ver com os Jogos Olímpicos: “As vítimas deste ataque não usavam roupas nem nada que os identificasse como familiares de um membro da delegação olímpica americana”.

Este é um golpe também para a China, depois da aposta no reforço da segurança, com a cidade de Pequim fortemente patrulhada pela polícia.

O caso é visto como um incidente isolado e não causa grandes receios entre os turistas em Pequim: “Infelizmente, isto pode acontecer em qualquer cidade ou qualquer sítio onde haja muita gente. O importante é andarmos atentos”. “As coisas más acontecem em todo o lado, é infeliz que tenha acontecido agora”; dizem dois turistas norte-americanos.

O incidente causou já reacções por parte do Comité Olímpico Internacional e do presidente norte-americano George Bush, que lamentaram o sucedido. Bush encontra-se, este domingo, com o presidente chinês Hu Jintao.