Última hora

Última hora

Mais de mil civis deslocados para Ossétia do Norte

Em leitura:

Mais de mil civis deslocados para Ossétia do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

A fuga da zona de conflito é a prioridade de muitos civis. De acordo com a agência russa Interfax, chegaram à Ossétia do Norte os primeiros 140 autocarros com refugiados provenientes de Tskhinvali,a captial da Ossétia do Sul.

A Ossétia do Norte está sob domínio de Moscovo e segundo fontes oficiais do Kremlin citadas pelas agências, mais refugiados irão chegar.

Uma mulher que vive perto da capital separatista assegura que estão em guerra, há um genocídio, um massacre em pleno dia.

Outra refugiada diz que houve tiros durante todo o dia, passou toda a noite na cave de casa e acusa os georgianos de terem incendiado a aldeia.

Há quem continue perto de Tskhinvali, mas as informações sobre o que se passa ou são inexistentes ou são contraditórias.

Esta mulher não sabe do marido nem do resto da família.

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, afirma que foram transportadas mil pessoas para a Ossétia do Norte e cerca de quinhentas fugiram para zonas da Geórgia longe do conflito.