Última hora

Última hora

Protestos à escala mundial contra a China

Em leitura:

Protestos à escala mundial contra a China

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto 4 mil milhões de espectadores se deliciavam com a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, milhares de pessoas, em todo o mundo, manifestavam-se contra a China. Em Nova Iorque, tibetanos e birmaneses fizeram-se ouvir junto ao consulado chinês em Manhattan e às Nações Unidas, respectivamente.

Uma hora antes da cerimónia de abertura, três americanos do grupo “Estudantes para um Tibete Livre” eram detidos em Pequim, quando se manifestavam perto do Estádio Nacional. Detenções que foram captadas por um vídeo amador.

No Nepal, país onde mais pessoas se mobilizaram, foram presos 1400 exilados tibetanos, que protestavam junto à missão chinesa em Katmandu.

Já em Ancara, um manifestante tentou imolar-se em frente à Embaixada da China, onde se concentraram cerca de 300 chineses muçulmanos.